Publicado dia 21.07 | Por Alicia Vikander Brasil

Todo mundo adora um bom filme de fantasia medieval, certo? O próximo sucesso de bilheteria The Green Knight da produtora A24 é exatamente sobre isso. Do diretor David Lowery vem uma versão ousada da lenda arturiana Sir Gawain e o Cavaleiro Verde que segue a história de Sir Gawain (interpretado por Dev Patel), sobrinho do Rei Arthur, que viaja para enfrentar o Cavaleiro Verde, uma criatura gigantesca parecida com uma árvore e testador de homens. Junto com Patel, o filme apresenta Alicia Vikander, Joel Edgerton, Sarita Choudhury e Sean Harris.

O mais novo trailer de The Green Knight fez nosso queixo cair, então agora estamos ainda mais animados para ver este filme. Não temos muito que esperar, já que o épico de fantasia está chegando aos cinemas em 30 de julho. O embargo social foi levantado e os críticos estão começando a compartilhar suas ideias nas redes sociais, então vamos dar uma olhada.

Hoai-Tran Bui do Slashfilm definitivamente gostou de The Green Knight e especificamente aplaudiu a direção de Lowery. Ela chamou a fantasia épica de “jornada hipnotizante, transportadora e magnificamente bizarra que é um dos raros filmes que realmente apreciam o quão sexy Dev Patel é”. “Quer dizer, me deixe participar disso!” Bui disse:

THE GREEN KNIGHT: David Lowery está começando a se tornar um dos meus diretores favoritos com este épico filme de fantasia surreal inspirado em Bergman. Uma jornada hipnotizante, transportadora e magnificamente bizarra que é um dos raros filmes que realmente apreciam o quão sexy Dev Patel é.

As pessoas realmente parecem estar gostando da atuação de Dev Patel neste épico. Shannon McGrew, membro da Hollywood Critics Association, acha que seu desempenho neste filme de fantasia será decisivo para sua carreira. Ela chamou O Cavaleiro Verde de “magnífico” e elogiou especificamente os visuais impressionantes, dizendo:

#TheGreenKnight não é nada menos que magnífico. Com visuais que pertencem a um museu para que todos possam admirar e uma atuação marcante de Dev Patel, THE GREEN KNIGHT é um conto lento sobre a mortalidade e a jornada para encontrar a si mesmo. É uma peça de cinema verdadeiramente deslumbrante.

Barry Hertz, do The Globe and Mail, achou que a longa espera por esse filme valeu a pena (originalmente deveria ter estreado na South by Southwest no ano passado). Ele também comentou sobre o desempenho de Patel, dizendo:

THE GREEN KNIGHT: A espera de 16 meses para ver o épico de sangue, sexo e magia/magia de David Lowery valeu a pena. O caos reina, como um personagem peludo e de Lars von Trier poderia dizer (mas infelizmente não o faz). Dev Patel pode cortar minha cabeça na hora que quiser. Estreia nos cinemas em 30 de julho

Joanna Robinson, da Vanity Fair, é totalmente obcecada por The Green Knight. Ela chamou de um retrocesso nostálgico, um clássico filme de terror de A24 (o que todos nós já esperamos de A24, vamos ser honestos) e uma “história de David Lowery classicamente desafiadora.” Aqui está o que Robinson tuitou:

Olá, estou aqui para FINALMENTE dizer como estou completamente obcecada por #TheGreenKnight. Não tenho pensado em outra coisa desde que assisti. É ao mesmo tempo um retorno nostálgico à fantasia dos anos 80, um assustador filme de terror A24 e uma clássica história desafiadora de David Lowery. Eu estou obcecada.

Esse clássico arrepiante do A24 também foi notado no tweet de Kyle D. Anderson do Nerdist. Ele chamou o filme de fantasia medieval de uma adaptação “obsessiva” da lenda arturiana que realmente mostra o arrepio nessas histórias. Ele também elogiou alguns aspectos do filme que não lemos de outros críticos, como os figurinos e a música de Daniel Hart. Anderson disse:

Amigos, #TheGreenKnight é uma parte suntuosa e obsessiva da lenda arturiana, que mostra o caráter assustador de muitas dessas histórias. Trajes fantásticos e a música de Daniel Hart é incrível. Lowery pede que você tente compreender o filme através de sua intuição, tanto no texto quanto no subtexto, vale a pena se você abrir sua mente.

As pessoas realmente parecem estar gostando de The Green Knight ! Em breve teremos análises oficiais e, então, poderemos ver o filme de fantasia por nós mesmos quando for lançado nos cinemas em 30 de julho.

Matéria original: Cinema Blend | Tradução e adaptação: Equipe AVBR

Compartilhe

Publicado dia 26.06 | Por Alicia Vikander Brasil

Explosiva em Lara Croft, vencedora do Oscar em A Garota Dinamarquesa e musa sublime da Louis Vuitton, Alicia Vikander aposta agora no cinema de autor – expressão utilizada para descrever os filmes de um diretor ou roteirista que refletem sua personalidade artística. Enquanto filma sob a direção de Olivier Assayas, reencontro em Paris com uma garota chique.

Depois de um ano e meio sem filmar devido ao confinamento, Alicia Vikander confidencia seu prazer em finalmente entrar em um set. Ela está se preparando para interpretar Irma Vep, a heroína vampírica do filme homônimo lançado em 1996, e que se tornou uma produção cult ao longo dos anos, que Olivier Assayas está agora adaptando em uma minissérie. “Tem sido muito tempo! »Enfatiza esse hiperativo, que roda em média de dois a três longas-metragens por ano. A atriz ganhadora do Oscar, uma das mais respeitadas de Hollywood, escolhe cada vez mais projetos atípicos. Defende assim, uma “política dos autores”, como se dizia na época da Nova Onda. Mais próximo dos criadores, sejam eles cineastas ou aquele outro francês que a inspirou desde seus primórdios, quando ainda era um estranho: Nicolas Ghesquière, o diretor artístico da casa Louis Vuitton, da qual ela é uma das principais musas.

ELLE: Você está se preparando para filmar o papel principal na série de Olivier Assayas, “Irma Vep”. O que te interessa neste projeto?

Sou amiga do Olivier há cinco, seis anos… Quando estou em Paris, costumamos nos encontrar. Sou acima de tudo uma grande admiradora do seu trabalho, acho ele uma pessoa muito bela. Nós nos conhecemos um pouco antes do primeiro lockdown (confinamento), e ele me disse que foi perguntado se consideraria adaptar seu longa-metragem “Irma Vep” para uma série. Discutimos sobre, faz anos que nos perguntamos que projeto poderíamos trabalhar juntos e aquele momento parecia ter chegado. Aconteceu de uma forma tão natural e óbvia. Fico feliz e honrada por ele me oferecer para fazer parte dessa aventura.

ELLE: Como você descreve sua personagem Mira?

Minha personagem é bem diferente daquela do longa-metragem, em que Maggie Cheung fez seu próprio papel, essa extraordinária atriz chinesa, que chegou à França para participar de um filme de vampiros. Nesta nova versão, não estou interpretando meu próprio personagem, estou interpretando uma atriz americana. Vai ser interessante me colocar no lugar de quem está tentando se inserir na cultura europeia, que é tão diferente da dela, afinal. “Irma Vep” convoca muitos atores, artistas, às vezes próximos de Olivier há muito tempo. É uma série que celebra a arte e o cinema.

ELLE: Você desempenhou papéis principais em mais de vinte longas-metragens, mas nunca em uma série de TV desse porte. O que mais uma série oferece para você?

A série de TV permite que você explore sua personagem de uma forma mais profunda e sutil. É verdade que é uma minissérie, mas quando você desempenha um papel por oito horas em vez de duas, você tem a oportunidade de desenvolver um personagem com muito mais detalhes. Além disso, não há apenas um papel principal, há vários personagens igualmente importantes que refletem uma imagem cada vez mais precisa de quem você interpreta. Estou muito feliz por trabalhar neste formato longo.

ELLE: Falamo-nos no verão passado, durante o confinamento, você me disse que se sentia cada vez mais em casa em Portugal, onde vive há alguns anos…

Gostei particularmente de estar lá nos últimos meses, fiz longas caminhadas pelas praias quase desertas, adormeci todas as noites ouvindo o barulho das ondas. Sim, agora me sinto realmente em casa em Portugal… Mas é estranho o tempo que passei aqui e ali na minha vida. Essa “casa” que eu disse anteriormente tem a ver sobretudo com os meus parentes. Tenho um grupo de amigos queridos em Portugal e eles me fazem sentir em casa lá.

ELLE: Depois de vários sucessos de bilheteria, você escolhe cada vez mais projetos de autoria. Você trabalhou com o jovem diretor Justin Chon em “Blue Bayou”, hoje você colabora com Olivier Assayas…

Não é uma escolha o fato deu trabalhar apenas para o cinema independente de uns tempos pra cá. Mas tenho muito respeito pelos autores. O fato de poder estar no set e sentir que não só tenho o diretor na minha frente, mas também a pessoa que tinha a história em mente desde o início, torna essa relação ator-diretor ainda mais colaborativa e aberta às mudanças potenciais. Porque os cineastas-autores naturalmente têm ainda mais confiança na história que desejam contar. Então é mais simples, mais óbvio, eles estão mergulhados em seu próprio universo e é uma coisa muito bonita quando eles abrem a porta de seu mundo para a equipe e os atores. Além disso, como atriz, me coloco totalmente nas mãos do diretor. Quando este também é o autor do cenário, sinto-me em um lugar seguro.

“Estou em Paris tem cinco meses. Vou ver teatro, ópera e dança, minha outra paixão.”

ELLE: Você também desempenha o papel principal de “Blue Bayou”, que será apresentado na mostra paralela Un Certain Regard do Festival de Cinema de Cannes…

Esta é também a história de Justin Chon, que ele mesmo escreveu e interpreta como ator. Seu primeiro filme me impressionou, foi feito com apenas $ 200.000. Eu adorei o roteiro, é um papel muito diferente de qualquer coisa que fiz até agora. Embora isso aconteça na Louisiana, em um contexto americano, essa história sobre crianças adotadas é universal. Como, devido à sua situação particular, podem ser ameaçados de deportação para o país onde cresceram? Infelizmente, isso está acontecendo em todos os lugares.

ELLE: Você pode me contar sobre seu trabalho com Nicolas Ghesquière e a casa da Louis Vuitton?

Tenho uma sorte incrível, sou a testemunha privilegiada de como Nicolas está constantemente se reinventando. Mesmo durante o confinamento, ele imaginou uma mulher moderna, repentinamente forçada a ficar em casa, ou melhor, confinada aos extremos, o interior ou o deserto. É o próprio mundo que fala em suas criações, elas captam o espírito da época, o Zeitgeist (termo alemão cuja tradução significa espírito da época ou sinal dos tempos), com discretas referências políticas ou culturais. A cada nova temporada, ele traz essa nova dimensão que torna suas criações tão relevantes e, às vezes, até à frente de nosso tempo. Estou muito impressionada com esta coleção que não tínhamos visto até agora, não houve desfile devido à pandemia. Sou uma grande fã de padrões e bordados, muito presente nesta coleção. Aproveitei o tempo para repassar todos os detalhes.

ELLE: Você começou no palco, imagino que tenha sentido muita falta das artes performáticas durante esse período em que estamos passando.

Sim, mas estou aqui em Paris há cinco meses, e tudo acabou de reabrir por aqui, é fantástico. Eu posso sair pra ver teatro, ópera e dança, minha outra paixão e, claro, melhorar meu francês.

ELLE: Além disso, o que você está mais ansiosa para fazer em Paris?

É a cidade mais bonita do mundo para muitas pessoas, Paris sempre será Paris. Mal posso esperar para fazer longas caminhadas, provar meus croissants matinais, visitar todos os museus e galerias. Vivi totalmente imersa na natureza, o que foi uma ótima experiência, mas mal posso esperar para voltar à vida urbana, e não há lugar melhor do que Paris para isso.

Alicia está atualmente com vários projetos para estrear no cinema e televisão. Seu próximo lançamento é como Lady / Esel no novo longa The Green Knight da A24, que estreia oficialmente dia 29 de julho.

Matéria original | Tradução e adaptação por: Equipe AVBR

Compartilhe

Publicado dia 24.06 | Por Alicia Vikander Brasil

Em abril de 2019 tivemos a confirmação de que um novo longa produzido por Luca Guadagnino, mesmo produtor de Me Chame Pelo Seu Nome, estava a caminho e que John David Washington, Alicia Vikander, Boyd Holbrook e Vicky Krieps já estavam confirmados no elenco. Alguns meses se passaram e em outubro de 2020 recebemos a informação de que Netflix havia adquirido os direitos da produção, que até o momento intitulava-se “Born To Be Murdered” ou Nascido para Matar, e que a direção estava a cargo do diretor Ferdinando Cito Filomarino. Ao longo dos meses, poucas informações sobre o filme foram reveladas.

Em janeiro de 2021 o filme passou por uma reformulação e teve seu nome alterado para Beckett. Ao longo deste ano (2021), recebemos algumas stills oficiais do filme, data de lançamento e mais recentemente, o primeiro pôster do longa foi oficialmente divulgado.

Em uma breve descrição publicada pela própria Netflix no IMDB do filme, o enredo do longa gira em torno de Beckett (John David Washington) que passa suas férias na Grécia com sua esposa April (Alicia Vikander) porém após um acidente, Beckett se torna alvo da polícia e atravessa o país em busca da Embaixada Americana e conforme as autoridades se aproximam mais, sua situação fica cada vez mais complicada.

Pôster oficial de “Beckett” (Imagem/Netflix)

Com lançamento previsto para o dia 13 de agosto na plataforma da Netflix, o filme também terá sua primeira exibição na 74 edição do Festival Internacional de Cinema de Locarno na cidade de Locarno na Suíça.

Após a exibição do filme na abertura do festival a Netflix irá lançá-lo mundialmente em sua plataforma.

Compartilhe

Publicado dia 18.05 | Por Alicia Vikander Brasil

Alicia Vikander foi confirmada como protagonista da nova minissérie da HBO, Irma Vep. Baseada em filme de mesmo nome lançado em 1996 pelo cineasta Olivier Assayas, que também está envolvido na nova produção, o enredo conta a história de uma estrela de cinema desiludida com sua carreira e que busca novas oportunidades em Paris tentando fugir de estereótipos, padrões e fetichizações da indústria.

Maggie Cheung em Irma Vep/1996

Originalmente a atriz Maggie Cheung protagonizou a trama fazendo uma crítica a forma como o cinema ocidental retratava as atrizes asiáticas. Nesta nova adaptação, Assayas afirmou que trará a mesma intensidade dramática do filme porém, claro, trazendo outras críticas e discussões e com mensagens menos satíricas e mais diretas.

A série será produzida pela produtora de filmes A24, famosa pelos seus trabalhos como Spring Breakers, Moonlight, Midsommar, Lady Bird, Ex_Machina: Instinto Artificial (estrelado por Alicia) e atualmente no novo filme The Green Knight que também conta com Alicia Vikander. Na equipe de produção da minissérie, também teremos participação de Sam Levinson, criador da aclamada série Euphoria, também parte da HBO.

Em comunicado, Francesca Orsi, vice-presidente de programação de séries da HBO, afirmou:

“Quando surgiu a oportunidade de termos Alicia e Olivier juntos, aproveitamos a chance”

E completou:

“Olivier é um mestre para compor narrativas únicas repletas de conflitos dramáticos e Alicia é uma das atrizes mais versáteis e celebradas dos últimos anos. Eles possuem uma visão interessante e diferente para esta releitura do filme e mal podemos esperar para compartilhar tudo com o público”

Compartilhe

Publicado dia 16.05 | Por Alicia Vikander Brasil

Nesta terça-feira (11) a produtora de filmes A24 responsável por “The Green Knight”, novo filme estrelado por Dev Patel com Alicia Vikander, liberou oficialmente o segundo trailer do filme, após um ano desde o lançamento do primeiro. A trama gira em torno do sobrinho do Rei Arthur, Sir Gawain, que parte em uma jornada a fim de desafiar o Cavaleiro Verde. Além de ter seu enredo entorno do conto do Rei Arthur, o filme promete trazer elementos sobrenaturais e sombrios. The Green Knight chega aos cinemas mundialmente dia 30 de julho.

Compartilhe

Publicado dia 16.05 | Por Alicia Vikander Brasil

A sequência de “Tomb Raider: A Origem” estrelada por Alicia Vikander já toma forma seguindo recentes atualizações da diretora e roteirista Misha Green.

Em recente publicação através de suas redes sociais, Green compartilhou uma foto com o primeiro rascunho do roteiro do filme que dará continuidade ao primeiro lançado em 2018. Além do roteiro, podemos ver o título “Tomb Raider: Obsidian” que a mesma já confirmou ser um título ainda não aprovado.

“Ainda uma longa jornada até a produção. O título ainda nem foi aprovado. Mas, primeiro rascunho concluído.”

Até o momento desta atualização, nenhuma informação a mais do filme foi revelada.

Compartilhe

Publicado dia 16.05 | Por Alicia Vikander Brasil

Nesta semana o estúdio A24, responsável pela produção do novo filme The Green Knight (ou O Cavaleiro Verde) disponibilizou em suas redes sociais novos pôsteres de divulgação do filme. Os pôsteres são individuais mostrando cada personagem separadamente. O filme é protagonizado por Dev Patel e conta com Alicia Vikander, Berry Kheogan e Erin Kellyman, que atualmente interpreta Karli Morgenthau na série Falcão e o Soldado Invernal do Disney Plus.

Alicia interpreta Lady / Esel no novo longa. Confira o pôster abaixo e em alta qualidade na nossa galeria clicando aqui.

(Foto/A24)

Compartilhe